Adivinha quem é...

Falo de uma pessoa diferente
Que quando entra na vida da gente, vem forte como um tufão:
Nos traz sorrisos, renova a esperança e, quando é preciso,
Nos chama à razão...
É por essas e outras, que ela tem toda minha gratidão!

Mulher forte, de porte decidido:
assim também é seu coração, sempre pronto a dar suporte...
Quem precisar de seu amor, jamais ouvirá um "não"...
Mas desde já, te aviso: perto dela se comporte!

Falo de uma menina faceira, festeira, brincalhona e atrevida...
Tudo isso, numa mulher crescida! Que linda!...

Ela é alguém que sabe, sobre flores e espinhos caminhar...
Já cruzou com um punhado de dores, sem jamais sucumbir e
Muito menos, a cabeça baixar!

E é mulher de sorte,
Encontrou, nessa vida, sua paixão eterna...
Seu cúmplice, parceiro, amigo, "o Paixão":
Eita, maridão!!!

Difícil definir alguém tão especial,
De intensidade sem igual!
Pra quem ainda não descobriu, deixa aqui com a poetisa:

A figura alcandorada de quem falo, é simplesmente...
MAYSA...


Coragem!

Vira a página!
Troca a roupa!
Lava o rosto!

Levanta dessa cama
Que o tempo não espera:
Chega de desgosto!

Desfaz essa cara sofrida,
Põe aquela roupa linda e batom nessa boca...
É urgente viver a vida!

Dá uma de louca
Pra não perder a sanidade!
Sua zona de conforto
Só te priva de liberdade!

Ama a quem te ama
E pára de besteira! Entenda:
O oposto da vida não é a morte,
O oposto da vida é a pasmaceira!


Quando o Amor Adoece

Às vezes a gente se esquece 
Que o amor também adoece...
Pode ter desde um leve resfriado
Até uma insuficiência respiratória, que o deixa sufocado!

O pior é quando a gente não percebe
Que o amor está só doente e pensa que ele morreu...
Ai, a gente é até capaz de enterrar o amor ainda vivo!
E sofre e chora e depois finge que esqueceu...
Sem saber o quanto aquele amor enterrado se debateu!...

E o que você faz se seu amor ficar doente?
Joga fora? Enterra vivo? Desiste dele?
Ora, o que faz o médico com o paciente?
Examina, observa e faz tudo pra aliviar a dor...
Dá plantão, cuidando dia e noite, se preciso for!...

Um amor doente é o que mais exige atenção...
A terapia que melhor funciona é sempre a compreensão,
O remédio mais eficaz? Sem dúvida, é o perdão!
E a melhor técnica, é lembrar sempre que amor de verdade
Pode até adoecer, mas nunca vai morrer!
Cuida dele! Tá só doentinho...
                                                     O médico do seu amor... é VOCÊ! 

Insólito Amor

Quero você. Você mesmo, o extraordinário, o inesperado... amor!
Chega de amor insípido, insosso!
Quero amor com gosto, amor com tempero, amor com sabor... sabor de vida e não de dor!
Quero você: um amor que me desperte a inspiração, que me ponha a escrever coisas lindas, permeadas de tesão!... Por que não?
Ah! Não quero o amor tipo "instantâneo", que acontece alarmante, mas só dura um instante...
Basta do instável, inseguro, inconstante!
Quero aquele amor, sabe? Aquele tipo que se garante!
Quero o amor inseparável...
Pode ser insano, inquieto, mas que seja inquestionável!...
Um amor que me tire o sono. Sim!
Insônia com amor incandescente? É de dar inveja em muita gente!
E depois de deixarmos a insônia exausta,
Caímos no torpor...
Dormimos, inocentemente, o nosso insólito amor...

Miríade de Estrelas

Será alguma magia ou coisa dos deuses?
Não sei e nem me importa saber...
Há um ímã te puxando pra mim
E outro que me empurra pra você...

É pecado sagrado
De desejo, molhado...
Basta o "olho no olho"
Ou o abraço apertado...

A solidão fica pra depois,
Hoje, gozamos a sorte de termos nós dois!
A vida deu seu jeito: encontro perfeito!

Chega de sofrer!
Miríade de estrelas:
Foi o que vi, quando encontrei você...

Indescritível

Amor é muito mais que algo pra se sentir,
Amor é pra se viver...
Sentir e não viver esse amor é em vão...
Amor que não é vivido, é sinônimo de frustração!
E isso não bate...
Porque amor é encontro, é mistura, completude, simbiose...
Quem ama tem pressa e  viver intensamente o outro, é o que interessa!
É preciso viver o ser amado em sua totalidade:
É... amor exige coragem...
Se não encontrou isso em nenhuma criatura, não se engane: você não encontrou o amor, 
apenas a caricatura...
Só quem vive o amor pode dele falar, mas sem definir porque definir é limitar!
E como pode um ser finito e pequeno ousar definir aquilo que é
infinito e extremo?
Que bobagem eu estou escrevendo?
Páro por aqui.
É melhor viver esse tal, do que tentar definir.

Ih! Falaram de Você

Falaram de você "pelas costas".
E ai, não vai ter resposta?
Depende: se falaram bem, a resposta vem, em forma de gratidão;
Se falaram mal, é só blá, blá, blá de gente infeliz, não merece a sua atenção!
Mas você pode me dizer que te magoaram, te causaram dor...
E eu te digo: essa é a típica tática do perdedor!
Não permita que invada seu espaço:
Essa criatura plantou sementes erradas, em solo ruim e só colhe da árvore da vida, o fracasso!
Mas se foi injúria, virou calúnia, deixa não! Ai já é uma questão pra Justiça...
Se foi só fofoquinha, te recomendo a preguiça: preguiça de se estressar... pensa bem, isso só vai maltratar a sua cútis e a criatura infeliz? Infeliz vai continuar!
Perdoe, tente esquecer.
Não estou dizendo pra você ser a "boazinha" (não tem nada mais entediante do que gente "boazinha"), mas pra você ser... elegante...
Imagine essa criatura diante de você e, com toda classe e calma diga-lhe:
 " Por obséquio, vá se foder, eu tenho mais o que fazer."
Olha, essa técnica é de lavar a alma!
Ah! Só mais uma coisa: se falaram mal de você, vingue-se:
Seja feliz, cante, dance, ame! Pode crer: a sua felicidade fere mais que espada fina atravessada na alma de quem queria... mas não pode ser ou ter VOCÊ...