Insólito Amor

Quero você. Você mesmo, o extraordinário, o inesperado... amor!
Chega de amor insípido, insosso!
Quero amor com gosto, amor com tempero, amor com sabor... sabor de vida e não de dor!
Quero você: um amor que me desperte a inspiração, que me ponha a escrever coisas lindas, permeadas de tesão!... Por que não?
Ah! Não quero o amor tipo "instantâneo", que acontece alarmante, mas só dura um instante...
Basta do instável, inseguro, inconstante!
Quero aquele amor, sabe? Aquele tipo que se garante!
Quero o amor inseparável...
Pode ser insano, inquieto, mas que seja inquestionável!...
Um amor que me tire o sono. Sim!
Insônia com amor incandescente? É de dar inveja em muita gente!
E depois de deixarmos a insônia exausta,
Caímos no torpor...
Dormimos, inocentemente, o nosso insólito amor...

Um comentário:

Marcia Salles disse...

Que lindo, Andréa! Este amor existe, viu? Eu achei!!

Postar um comentário

Seu comentário enriquece e alimenta este blog. Sê bem-vindo, mas não se esqueça que "gentileza gera gentileza". A casa é sua! Bjs Inquietos pra você!