Um Sonho no Lixo


Rasgado, amassado, atirado a um canto
Como poderia imaginar algo tão frágil?
Os projetos carinhosamente elaborados, agora perdem todo encanto!...
Imaturidade por min desconhecida ou inveja alheia?
É... o bem é passivo enquanto o mal é hábil.

Nossos momentos perfeitos de outro dia, estão embalados com capricho,
Nossas fotos, tornaram-se evidências de um crime de amor...
Só sei que um sonho, sonhado a dois, foi parar no lixo
Trazendo à alma tremendo dissabor!...

Fica um misto de decepção, tristeza e rancor,
Mas segue sua vida, movida por paixões descabidas
Eu, olhando para frente, hei de encontrar...
Aquele alguém, alguém pronto para amar!
Não vou buscar restos no lixo, nem migalhas catar.

Só sei que um sonho, sonhado a dois, foi desprezado,
E, de repente, desconsiderado...
Ficam , desgraçadamente, as lembranças inevitáveis
Daquele sonho, sonhado a dois e ao lixo atirado.

                                                                    Imagem:Google  

Um comentário:

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida Andreia
A inveja alheia é temporária... o mal não vence para sempre...
Seja abençoada e feliz!!!
Bjs de paz

Postar um comentário

Seu comentário enriquece e alimenta este blog. Sê bem-vindo, mas não se esqueça que "gentileza gera gentileza". A casa é sua! Bjs Inquietos pra você!