Bom, me revesti de coragem e resolvi, finalmente, inaugurar este espaço que é dedicado à livre expressão das coisas que nos inquietam a alma. Eu sou uma alma inquieta, o que não significa que vivo sem paz, não! De modo algum!
 Sou uma alma inquieta porque observo demais os meus sentimentos (alegrias, angústias e outros variados...) e também os sentimentos que tramitam no ser humano. Percebo que, de certa forma, os absorvo tal qual uma esponja e assim, a dor do outro me dói também, a alegria do outro, me faz feliz e por ai vai... Não sei até que ponto essa absorção me é benéfica, só sei que prefiro sentir a dor do outro do que ser indiferente a ela. Quando posso, de alguma forma ajudar concretamente, o faço; não me sendo possível, eu oro.
 Então, está aberto o espaço das "inquietudes nossas de cada dia" e a sua inquietude e/ ou sua opinião sobre as inquietudes alheias, será muitíssimo bem-vinda: é com essa partilha, essa troca, que acredito que crescemos, nos ajudamos e até nos consolamos mutuamente, quando oportuno e necessário. O Palavra Inquieta não é um nicho de solidão ou egoísmo, pelo contrário, espero seja um lugar de encontro, com liberdade de expressão sempre alicerçada no respeito à humanidade e à novidade que é o outro.
 Lembremos: Deus nos fez a Sua imagem e semelhança, mas ELE não se repetiu sequer uma só vez. Então, topa crescer com as diferenças??? Simboragora! Bjs inquietos, Andréia.

 Queridas e queridos, meu "niver" está próximo... E ai andei pensando - Estou mais velha ? E, mergulhando nos aspectos biológicos, físicos, emocionais e por ai vai... Resolvi trazer pra o espaço das Inquietudes, uma pergunta de Confúcio que me fez pensar e concluir algo, mas a minha opinião virá depois, tá? Adoraria que os Inquietos e Inquietas que passassem aqui, se colocassem, enriquecendo este cantinho. Que cê acha? Bom, Confúcio nos pergunta assim:
Para vc, qual seria a sua idade se, por algum motivo vc não soubesse quantos anos tem?

E ai? Que idade você se daria? Até!

3 comentários:

Amanda Estteves disse...

hoje? Hoje, eu me daria 30 anos.

Andréia Jacomelli disse...

É mesmo? Mas a sua carinha é de 15! :)

José Manuel Brazão disse...

Andreia eu vou responder poeticamente.

Beijooo do ZÉ


Menino sem idade

Cada dia que passa
sinto a tua presença
cada vez mais
Junto de mim,
através da tua alma,
onde recolhes
o menino sem idade,
que enfrenta este Mundo,
como um aprendiz
com a ânsia de descobrir
os mistérios da Vida!

Por isso me chamas
o menino sem idade,
porque percorri
a estrada da Vida
e pouco ou nada sei!

Aprendendo
aqui e ali,
com crianças,
jovens,
novos e velhos,
crentes na vida
com horizontes vastos,
com a tua sabedoria divina
que me façam reflectir,
corrigir
ou até renovar aquilo
que pensava estar bem
neste menino sem idade!

José Manuel Brazão

Postar um comentário

Seu comentário enriquece e alimenta este blog. Sê bem-vindo, mas não se esqueça que "gentileza gera gentileza". A casa é sua! Bjs Inquietos pra você!